Reabertura lenta. Só duas de 46 termas abriram portas após pandemia

Só reabriram dois dos 46 estabelecimentos termais de todo o país, que a partir de hoje podem voltar a realizar tratamentos.

Encerrados há três meses, a Direção Geral de Saúde autorizou a reabertura desde que sejam cumpridas orientações como triagens prévias não presenciais para sintomas da Covid-19 ou garantir a ventilação dos espaços. Vitor Leal, presidente da Associação Termas de Portugal, diz que para que nada falhe esta segunda-feira ainda só estão a funcionar as termas de Chaves e de S. Pedro do Sul

"Temos 46 estabelecimentos termais disponíveis para funcionar e com esta situação muitos ainda não reabriram, porque muitos encerram no inverno e iam reabrir no início de março; outros que tinham reaberto tiveram que fechar. Neste momento, hoje, reabriram as Termas de S. Pedro do Sul e as de Chaves, são as maiores do país e tinham condições para reabrir no imediato. As restantes termas estão a fazer o seu plano de análise bacteriológico, a DGS impõe um plano muito apertado de controlo das águas minerais naturais, têm que ser feitas três semanas de análises para poder reabrir e as termas estão a fazer esses planos para que durante as próximas semanas possam reabrir portas".

Vitor Leal também é presidente dos conselho de administração das termas de São Pedro do Sul e explica que a adaptação às novas regras foi fácil.

"As termas portuguesas já têm protocolos de higiene, de limpeza e de controlo bacteriológico muito apertadas e portanto o que fizemos foi adaptar os protocolos que já temos a esta nova realidade do Covid-19. Adotamos medidas como higienização das mãos, medição temperatura a utentes e a funcionários, tapetes desinfetantes, menor carga nos edifícios para ter maior espaçamento."

Depois de três meses parados, olha para o futuro com otimismo: "Estávamos a ter um ano bom, com crescimento na ordem dos dois dígitos, com muitas marcações. Neste momento estamos a fazer uma retoma, hoje já tivemos cerca de 30 consultas e as pessoas estão a retomar os hábitos e a regressar. Sabemos que levará tempo a ganhar confiança, mas queremos transmitir segurança e conquistar a confiança dos consumidores."

As termas reabrem a partir de hoje e, de acordo com as orientações da DGS, durante os tratamentos é obrigatório o uso de máscara.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de