"Estupefactos." Associação de Alojamento Local surpreendida com anúncio de Medina

Para o presidente da Associação de Alojamento Local em Portugal esta medida é penalizadora para o turismo.

O presidente da Associação de Alojamento Local em Portugal ficou surpreendido com o anúncio de Fernando Medina, atual presidente da Câmara de Lisboa, que em entrevista à TSF e ao DN promete proibir a abertura de novos alojamentos locais se vencer as eleições de outubro. Eduardo Miranda defende que a medida compromete a recuperação e a qualidade do turismo na capital.

"Vimos a notícia e ficámos surpreendidos, até estupefactos. Numa altura de crise económica, onde o turismo vai ser uma peça fundamental da retoma, isto compromete a qualidade do turismo. Ao fechar os novos operadores de qualquer setor afeta a renovação e a qualidade do futuro", explicou à TSF Eduardo Miranda.

Para o responsável, esta medida é penalizadora para o turismo e Eduardo Miranda não compreende porque é que Fernando Medina não faz a mesma proibição para os novos hotéis.

"Tendo em conta que o alojamento local foi o grande responsável pela diversidade do turismo em Lisboa, não dá para entender essa diferença de tratamento. Ou seja, abrir uma unidade de alojamento local, que está neste momento a reduzir a sua oferta, não é possível, mas se quiser usar o quarteirão inteiro posso", acrescentou presidente da Associação de Alojamento Local em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de