TAP paga diretamente salários e subsídio de férias em atraso aos trabalhadores da Groundforce

A informação foi confirmada pelo Ministério das Infraestruturas, liderado por Pedro Nuno Santos.

A TAP vai pagar os salários e o subsídio de férias aos trabalhadores da Groundforce.

"Foi comunicado hoje, em reunião com sindicatos da Groundforce, que a TAP vai proceder ao pagamento do valor correspondente ao subsídio de férias e às anuidades em atraso diretamente aos trabalhadores da Groundforce", lê-se num comunicado do Ministério das Infraestruturas, enviado às redações.

O ministério liderado por Pedro Nuno Santos explica que esta "foi a solução encontrada para ultrapassar a recusa na semana passada da administração da Groundforce em aceitar a transferência da TAP que permitiria o pagamento aos trabalhadores do subsídio que lhes era devido".

"Ao mesmo tempo, a TAP vai abreviar o pagamento definido contratualmente para saldar a fatura relativa a serviços prestados em junho, garantindo que a administração da Groundforce tem liquidez suficiente para pagar integral e atempadamente os salários dos trabalhadores relativos ao mês de julho", explica a nota.

O Governo esclarece ainda que tem a expectativa que a venda por parte do Montepio das ações da Pasogal, acionista maioritário da Groundforce, "tenha um desfecho positivo nos próximos dias. "Caso essa venda não se concretize muito em breve, o Governo avançará de imediato com as ações necessárias para garantir a mudança acionista indispensável para a viabilização da empresa", garante o ministério de Pedro Nuno Santos.

"Essa alteração da estrutura acionista permitirá também cumprir com o que é devido aos trabalhadores, nomeadamente, em matéria de progressões na carreira", conclui o comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de