António Costa cai mas tem aprovação de eleitores do Bloco e do PSD

A sondagem da Aximage para TSF/JN mostra desgaste em toda a linha: primeiro-ministro, Governo, oposição e Presidente da República deslizam em relação a setembro.

Com o agravamento da situação da Covid-19 e em pleno processo de Orçamento de Estado, volta a cair (12 pontos percentuais) a avaliação positiva do primeiro-ministro que, neste mês de outubro, regista a aprovação de metade dos inquiridos nesta sondagem (51%). Tem sido uma queda sistemática desde o verão.

Analisando as opiniões, verifica-se que 45% consideram que António Costa merece um "bom", 6% sobem para "muito bom" e 16%, instados a comentar o desempenho no último mês, respondem com um "nem bem, nem mal".

Do lado negativo, que sobe em relação ao mês passado, existem 18% que consideram "mau" o desempenho de Costa e 11% que apontam para o "muito mau", ou seja, um terço (29%) dos inquiridos dão nota negativa.

Quando se espreitam os eleitorados, nota-se que junto dos eleitores do PSD e do Bloco de Esquerda, António Costa reúne mais opiniões favoráveis do que desfavoráveis. Sendo que nos votantes no Bloco mais de metade (52%) lhe dão avaliação positiva, 21% respondem "assim, assim" e 26% chumbam o desempenho do chefe de Governo.

Já no caso da CDU, 55% dão nota positiva a Costa, 22% negativa e 24% "assim, assim".

As avaliações mais negativas para António Costa partem dos eleitores da Iniciativa Liberal, do Livre e do CDS.

Nesta sondagem, o Governo recolhe 45% de opiniões positivas contra as 30% de negativas.

Mas do lado da oposição existe também uma tendência de queda, neste caso ligeira (27% opiniões positivas, 38% de negativas,) com destaque para as opiniões críticas ao desempenho da oposição que partem daqueles que dizem votar no PSD, na CDU e as notas mais negativas são dadas pelos partidos mais à direita.

Nem o Presidente da República escapa de um deslize nesta sondagem: desce 4 pontos percentuais para os 60% contra 22% que lhe dão nota negativa.

O eleitorado do PS é quem mais aprova o desempenho do Presidente: 84%, enquanto no PSD esse valor desce para 64% de aprovação.

Também os eleitores do Bloco e do PCP aplaudem o desempenho de Marcelo Rebelo de Sousa, ao contrário do Chega e do Livre que são os mais críticos.

Entre Costa e Marcelo, é no Presidente que os inquiridos desta sondagem mais confiam (45%), 35% repartem a confiança entre os dois e 13% escolhem o Primeiro-Ministro.

Eleitores de todos os partidos (70%) defendem um maior grau de exigência do Presidente em relação ao Governo, 22% defendem que não. Nesta matéria, o eleitorado do PS surge dividido entre a defesa de maior ou menor exigência.

Ficha técnica
A sondagem foi realizada pela Aximage para a TSF e o JN, com o objetivo de avaliar a opinião dos Portugueses sobre temas relacionados a avaliação dos políticos. O trabalho de campo decorreu entre os dias 22 e 26 de outubro, Foram recolhidas 694 entrevistas entre maiores de dezoito anos residentes em Portugal. Foi feita uma amostragem por quotas, com sexo, idade e região, a partir do universo conhecido, reequilibrada por sexo e escolaridade. À amostra de 694 entrevistas, corresponde um grau de confiança de 95% com uma margem de erro de 3.70%. A responsabilidade do estudo é da Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direção técnica de José Almeida Ribeiro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de