Remodelação à vista? Secretário de Estado da Economia demitido após divergências com o ministro

João Neves não terá resistido à polémica em torno da descida do IRC, uma divergência com António Costa Silva que foi pública. A saída da secretária de Estado do Turismo também está a ser preparada.

Mais uma saída do Governo: o secretário de Estado da Economia, João Neves, foi demitido avançou o Jornal de Negócios e confirmou a TSF. A saída surge a pedido do próprio ministro da Economia, António Costa Silva.

A demissão de João Neves está ligada a "divergências de fundo" e a uma rotura com o atual ministro da Economia desde a polémica sobre a descida do IRC.

O ministro defendeu então a redução transversal do imposto sobre as empresas, algo que foi negado em público pelo responsável pelas Finanças, Fernando Medina, mas também pelos próprios secretários de estado de Costa Silva.

É também expectável, com alto grau de probabilidade, a saída de Rita Marques, secretaria de Estado do Turismo, que está fora do país.

Estas mexidas no Governo devem ser comunicadas a Marcelo Rebelo de Sousa "entre hoje e amanhã".

Remodelação à vista?

Este é o início de uma possível remodelação no Governo no que diz respeito a secretários de Estado, dias depois da aprovação do Orçamento do Estado para 2023.

Para o lugar de Miguel Alves, antigo secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, que se demitiu no meio de polémica, vai entrar um novo nome, que ainda não foi confirmado por António Costa, mas a saída do antigo presidente da câmara de Caminho abriu a porta a mais saídas.

Nos corredores do Partido Socialista fala-se em mais mudanças, noutras pastas, para tentar dar força a um Governo envolvido em várias polémicas, desde o início da legislatura. Em cima da mesa, sabe a TSF, está a entrada de um novo secretário de Estado para as Finanças, pasta liderada por Fernando Medina.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de