Decisão sobre encerramento de escolas é tomada "entre hoje e amanhã"

Marcelo Rebelo de Sousa alerta para a necessidade analisar "com cuidado" os últimos dados da pandemia.

O encerramento das escolas "é uma questão que se vai colocar entre hoje e amanhã". Foi assim, sem rodeios, que o Presidente da República e recandidato a Belém, Marcelo Rebelo de Sousa, respondeu a um aluno do liceu Pedro Nunes, esta quarta-feira.

O chefe de Estado explicava que a questão não foi discutida "antes porque o primeiro-ministro não está em território português". António Costa está em Bruxelas, onde discursou esta manhã perante o Parlamento Europeu.

"Os dados de hoje são o esperado em termos de opinião pública", mas têm de ser analisados "com cuidado" porque correspondem a previsões "já antes feitas".

Marcelo Rebelo de Sousa identifica como "dados adicionais relevantes" para a decisão a tomar a "variante britânica e o efeito da disseminação social das escolas". A partir daí, assinala, deve ser feita uma ponderação "muito serena".

O Governo português vai reunir-se ainda esta quarta-feira, ao final da tarde, com epidemiologistas, sabe a TSF, um encontro que foi entretanto confirmado pelo primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas.

A reunião vai ser liderada pela ministra da Saúde, Marta Temido, e pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Portugal voltou a registar novos máximos diários de mortes e novas infeções por Covid-19. Estão confirmadas 9465 mortes devido à Covid-19, mais 219 do que no último boletim epidemiológico.

O número de pessoas infetadas pela doença até agora é de 581.605, mais 14.647 nas últimas 24 horas. Há, neste momento, 143.776 casos ativos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de