Fronteiras portuguesas repostas nos próximos 15 dias

Cabrita diz que a medida destina-se "a proteger os cidadãos nacionais e a contribuir para a redução de contágios".

O Governo vai limitar as deslocações de cidadãos nacionais para o exterior nos próximos quinze dias. No debate para a renovação do estado de emergência, Eduardo Cabrita acrescentou que as limitações não serão apenas impostas nas deslocações aéreas.

"No quadro de uma estratégia nacional, o Governo adotará a medida de limitação de deslocações para o exterior nos próximos 15 dias de cidadãos nacionais. Salvo casos excecionais, na próxima quinzena, serão limitadas as saídas por via aérea, terrestre ou fluvial de cidadãos nacionais", declarou Eduardo Cabrita.

De acordo com o ministro da Administração Interna, esta medida destina-se "a proteger os cidadãos nacionais e a contribuir para a redução de contágios, limitando-se a pandemia de Covid-19".

"Tal como já tínhamos limitado os voos do Reino Unido e tal como suspendemos os voos nas ligações ao Brasil, iremos contribuir para a decisão europeia que limita voos entre áreas de risco em toda a União Europeia", disse.

Portugal já suspendeu os voos com o Reino Unido e com o Brasil, mas o Governo prepara-se para alargar a medida a todas as deslocações para o exterior de cidadãos nacionais, exceto para necessidades essenciais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de