"Nada, Deus me livre." Santana diz que não foi sondado por Rio para ser candidato

Em declarações à TSF, Pedro Santana Lopes põe tudo em pratos limpos. O antigo líder do PSD garante que não foi convidado por Rui Rio para ser candidato a Lisboa, nas próximas eleições autárquicas. A questão surgiu depois de ontem à noite, os dois terem jantado juntos.

O jantar a quatro reuniu, em Lisboa, Pedro Santana Lopes, Rui Rio, líder do PSD, José Silvano, secretário-geral do partido e o deputado social-democrata António Maló de Abreu. O convite não surgiu nem do atual, nem do antigo líder do PSD.

"Isso é entre nós. Mas foi iniciativa de uma das pessoas presentes. Posso dizer assim, não partiu do Dr. Rui Rio nem de mim", afirma à TSF.

Dezanove depois das vitórias em Lisboa e Porto, nas eleições autárquicas, Rio e Santana assinalaram a data, à mesa, com muita política no menu.

"Falámos de tudo, de presidenciais, autárquicas, eventuais legislativas, mas não por eu ser candidato... Falámos de política como falamos há décadas."

Santana Lopes esclarece que, apesar do tema autárquicas ter sido abordado no jantar, ontem, ela não quer ser candidato nas eleições do próximo ano.

"Não tenho vontade rigorosamente nenhuma [de ser candidato], especialmente nos tempos que vivemos. Temos é que atravessar esta fase difícil que o mundo está a viver. Deus que me livre de estar agora a pensar em campanhas ou candidaturas ou seja o que for."

O antigo líder do PSD garante que nenhuma dos convivas o sondou. "Nada, nada, nada nada, nada, nada... A única coisa que quero deixar claro é que eu não quero nada, não sou candidato a nada, não pedi nada."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de