Pedro Nuno Santos defende acordo formal com partidos da esquerda

O ministro das Infraestruturas diz nunca ter escondido que preferia um acordo escrito desde o início da legislatura, em moldes semelhantes ao dos quatro anos anteriores.

O PS deve tentar formalizar acordos com o Bloco de Esquerda, o PCP e o PEV ainda durante esta legislatura. A convicção é de Pedro Nuno Santos, que, numa entrevista ao Dinheiro Vivo, garante que uma negociação orçamento a orçamento, como foi estipulada, não é a solução ideal.

O ministro das Infraestruturas diz nunca ter escondido que preferia um acordo escrito desde o início da legislatura, em moldes semelhantes ao dos quatro anos anteriores.

Referindo que um acordo com o BE, PCP e PEV seria "útil" e um fator de estabilidade política, o governante realçou os pontos positivos da geringonça. "Correu muito bem, produziu resultados muito importantes", enalteceu.

Apesar de a situação do país ser agora muito diferente, o ministro que se vê como um "defensor de acordos à esquerda" acredita que o compromisso com BE, PCP e PEV deveria ser mais "firme" e "consistente" para que o Governo possa ir mais longe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de