PS anuncia reforço de 20 milhões para redução tarifária nos transportes públicos

Deputado do PS destacou a posição "unânime" de que esta medida é um sucesso.

O Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART) vai ter um reforço de, no mínimo, 20 milhões de euros, inscritos no Orçamento do Estado para 2020, anunciou esta quarta-feira o deputado do PS André Pinotes Batista.

"Em cima de uma aposta de 104 milhões de euros, vamos ainda somar 20 milhões para anualizar a medida", avançou o deputado socialista, no âmbito da discussão de projetos de recomendação de PSD, CDS-PP, BE e PEV para que o apoio à mobilidade seja aplicado em todo o território nacional, nomeadamente no interior do país.

Na reunião em plenário, na Assembleia da República, André Pinotes Batista considerou que "o debate que todos convocaram, da esquerda à direita, é precipitado", uma vez que o programa PART está em vigor há nove meses e está prevista uma avaliação anual por parte do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), o que acontece daqui a três meses.

"Sobre o sucesso desta medida, são duas áreas metropolitanas e são 21 CIM [Comunidades Intermunicipais]. Também queremos ir mais longe, mas dissemos que não a quem entrou hoje na viagem e vem pedir mais ambição, como é o caso do PSD", afirmou o socialista, lembrando que os sociais-democratas votaram contra o PART.

Sorrindo perante a "contradição" do PSD, o deputado do PS destacou a posição "unânime" de que esta medida é um sucesso, acrescentando que o que está em discussão é "se deve ir mais longe".

"O PS está em condições de dizer sim, deve ir mais longe", disse André Pinotes Batista, considerando que o programa está "no rumo certo" e aconselhando a esquerda a "não ceder às armadilhas desta direita".

O PART contou com 104 milhões de euros do Fundo Ambiental, através do Orçamento do Estado para 2019, para que Áreas Metropolitanas e CIM adotassem medidas de redução tarifária nos transportes públicos nos respetivos territórios.

A Área Metropolitana de Lisboa, com mais de 464 mil utilizadores dos transportes públicos, recebeu 74,8 milhões de euros, enquanto a Área Metropolitana do Porto, com 177,5 mil utilizadores, recebeu 15,4 milhões e as 21 CIM um total de 23,2 milhões de euros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de