PSD quer voto contra no OE e atira-se a Rio por não estar presente na discussão

Em dia de Conselho Nacional que se espera longo, Rui Rio já começou a receber críticas da própria bancada parlamentar, neste caso por causa do OE22. Só não esteve foi na reunião para as ouvir.

A ausência de Rio foi mais do que notada na reunião do grupo parlamentar para debater a proposta de Orçamento do Estado para 2022, com deputados a considerar que o PSD deveria hoje assumir a posição de chumbar o documento.

De acordo com relatos feitos à TSF, deputados como Duarte Pacheco e Duarte Marques sublinharam que o PSD "devia assumir hoje que não apoia o orçamento" e que "a atitude que parece mudar" é mesmo a do PSD. "A da esquerda é igual", notou Duarte Marques.

Posição semelhante foi a de Emídio Guerreiro considerando que "não há novidade nenhuma" na posição da esquerda, que "isto já aconteceu nos anos anteriores" e que é "bluff do PCP e do BE". "Não há crise nenhuma", sublinha o parlamentar.

A crítica direta ao presidente do partido chegou em seguida: "Tenho pena que o Rui Rio não esteja aqui a falar com os seus deputados como está o primeiro-ministro reunido com o Grupo Parlmentar do PS".

Na justificação, o líder parlamentar Adão Silva respondeu que a presença de Rio foi ponderada, mas não quiseram condicionar "a discussão e liberdade dos deputados". Justificação que causou alguma estranheza em membros da bancada parlamentar com um deputado a dizer à TSF que "não faz sentido e que essa justificação é só estúpida".

Já sobre o "fantasma de crise política", o líder parlamentar notou que a posição de Rio foi alterada por causa da pressão de Marcelo Rebelo de Sousa que terá levado o presidente do partido a levar a questão mais a sério.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de