Da poesia à "responsabilidade": a língua portuguesa para Augusto Santos Silva

Dia mundial da língua portuguesa assinala-se esta quarta-feira em 44 países

As comemorações do dia mundial da língua portuguesa, que se assinala esta quarta-feira, decorrem em 44 países, com mais de 150 atividades, em formato misto, presencial e virtual, devido à pandemia de Covid-19.

Proclamado em 2019 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), este é o segundo ano em que se celebra o dia mundial da língua portuguesa.

O chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva assinalou a data na TSF, onde declamou o poema "Cantiga, Partindo-se", de João Roiz de Castelo-Branco e lembrou que o português é uma "língua viva e plástica", sujeita a mudanças.

"Este é um dia para tomarmos consciência das nossas responsabilidades" para "continuar a promover a língua portuguesa, tratá-la bem, criar com ela, usá-la como língua de comunicação", considera Augusto Santos Silva.

Sobre o Acordo Ortográfico, o chefe da diplomacia lembrou que este é fruto de um acordo internacional com outros países de língua portuguesa - e "se há coisa porque somos conhecidos é por cumprir os acordos internacionais", ainda que "não seja um crime" não escrever segundo as novas regras.

Augusto Santos Silva participa esta tarde numa sessão solene, em Lisboa, para assinalar o dia mundial da língua portuguesa, que contará ainda com a participação de Augusto Santos Silva executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Francisco Ribeiro Telles.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de