As dez recomendações da DGS para o Natal

O subdiretor-geral da Saúde aconselha cautela para "honrar" a curva descendente que se verifica em Portugal.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) sublinha que na época natalícia é "preciso planear com cuidado" os encontros familiares. O subdiretor-geral da Saúde, Rui Portugal, aconselha cautelas para que o país não sofra um retrocesso na situação pandémica.

Na conferência de imprensa da DGS, o subdiretor-geral da Saúde deixou dez recomendações aos portugueses:

- Cumprir as regras em vigor nestes dias e nesta quadra, nomeadamente em termos de mobilidade e ajuntamentos;

- Se alguém estiver doente ou com sintomas deve cumprir as regras estipuladas;

- Reduzir os contactos antes desta quadra festiva e durante esses dias. Socializar com o menor número de pessoas possível;

- Em todos os contactos, durante esta quadra, deve reduzir-se o tempo de exposição. As pessoas devem estar juntas menos tempo e saber usar os espaços exteriores;

- Reduzir os contactos em termos de núcleo familiar. Nesta época especial "a família são aqueles que habitam no mesmo espaço físico", ou seja, deve ser reduzido o contacto com familiares que morem noutra casa;

- Limitar todas as celebrações e contactos ao agregado familiar, tendo contacto com os outros membros por meios digitais ou visitas rápidas "no quintal de uns e de outros" ou "nas escadas dos prédios";

- Manter o distanciamento físico em todas as ocasiões, nomeadamente no momento da confeção das refeições e evitar os cumprimentos tradicionais;

- Arejar os espaços para reduzir o risco e preferir espaços maiores. Os objetos de partilha comum devem ser constantemente desinfetados;

- Lavar e desinfetar as mãos frequentemente, usar máscara de forma adequada e manter a etiqueta respiratória;

- Se estiver com elementos de agregados familiares não coabitantes, evitar a partilha de objetos. Evitar também o consumo de substâncias que aumente "as afetividades".

Rui Portugal aconselha cautela para "honrar o que, neste momento, está a suceder em Portugal": uma curva descendente no número de casos.

O Governo vai reavaliar as regras para o Natal e para a passagem de ano a 18 de dezembro. O primeiro-ministro, António Costa, anunciou que, se os números da pandemia não se agravarem, as restrições vão ser aliviadas por altura do Natal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de