Cancelamento dos festivais tem impacto de 1,6 mil milhões de euros na economia

Em 2019, os 287 festivais que aconteceram no país geraram cerca de dois mil milhões de euros. Este ano, o valor não será superior a 400 milhões.

O cancelamento dos festivais de verão devido à pandemia da Covid-19 teve efeitos negativos não só para os artistas, técnicos e promotores destes eventos, mas também na economia. De acordo com o Jornal de Notícias, que cita o relatório anual da Associação Portuguesa de Festivais de Música (APORFEST), o efeito do cancelamento destes espetáculos terá um impacto superior a 1,6 mil milhões de euros na economia portuguesa.

Segundo o JN, o dinheiro gerado pelos transportes (1,7 mil milhões) e pelos bilhetes (200 milhões) é a fatia que mais contribui para este impacto económico, sendo que há outros negócios que dependem dos festivais de verão.

O Jornal de Notícias explica que a quebra de 80% no volume de negócios de todas as empresas que operam indiretamente no setor contribui para esse montante. Em 2019, os 287 festivais que aconteceram no país geraram cerca de dois mil milhões de euros. Este ano, o valor não será superior a 400 milhões.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de