Conselho de Saúde Pública só reuniu uma vez desde março, mas não vê necessidade para mais

Ministério da Saúde lembra que tem promovido várias outras reuniões de aconselhamento

O porta-voz do Conselho Nacional de Saúde Pública, Jorge Torgal, não vê razões para este órgão de aconselhamento da ministra da Saúde se reunir mais vezes.

Depois de a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, ter referido que "o Conselho Nacional de Saúde Pública não reúne desde março", não tendo sido criada "nenhuma comissão científica de acompanhamento da pandemia", Jorge Torgal defende que que não é necessário haver reuniões, porque a ministra já ouve os especialistas e a estratégia é clara.

"Não estamos em nenhuma situação alarmante. Preocupante, sim, mas não alarmante. A evolução da epidemia está a seguir o seu curso normal. A capacidade de resposta dos serviços clínicos está de acordo com a que era esperada", nota.

Contactado pela TSF, o Ministério da Saúde confirma que a última reunião do Conselho Nacional de Saúde Pública ocorreu em março de 2020.

No entanto, ressalva o gabinete de Marta Temido em comunicado, têm sido promovidas "diversas reuniões de aconselhamento, nomeadamente as 'reuniões do Infarmed', reuniões informais de peritos (a última das quais na ocorreu na passada semana), bem como reuniões diárias com as autoridades de saúde", que atualmente ocorrem duas vezes por semana com todas as autoridades de saúde do país.

Além disso, acrescenta a mesma nota, "aquando da elaboração do Plano da Saúde para o outono inverno, o Ministério da Saúde reuniu, igualmente, com peritos e Ordens profissionais".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de