Polémica Rosa Mota. Gastroenterologistas não querem consumo de álcool e desporto juntos

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, passará a chamar-se Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota, mas a Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia sublinha que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um problema grave no país e que deveríamos fazer o caminho inverso.

A Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia também tem uma palavra a dizer sobre a controvérsia que coloca Rosa Mota contra a Câmara do Porto. A associação de especialistas lamenta este investimento na promoção de bebidas alcoólicas em Portugal, sobretudo quando a promoção é feita a partir de fenómenos desportivos.

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, passará a chamar-se Super Bock Arena Pavilhão Rosa Mota, mas Rui Tato Marinho, da Sociedade Portuguesa de Gastroenterologia, sublinha que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas é um problema grave no nosso país e que deveríamos fazer o caminho inverso.

"Vou falar como médico e pessoa que viu e vê morrer muita gente por causa do consumo excessivo de álcool, não só nos acidentes de viação, como por doenças do fígado, cirrose, e até por cancros: preocupa-me."

Rui Tato Marinho defende que Portugal deveria tomar medidas quanto ao consumo de álcool, idênticas às que foram tomadas contra o tabagismo, no sentido de reduzir o consumo de bebidas alcoólicas."Quanto mais publicidade, quanto mais investimento, maior é o consumo, nomeadamente entre os jovens. Eu não me vou colocar em questões políticas, mas sabemos que o investimento em publicidade aumenta o consumo", esclarece, em declarações à TSF.

"É uma das medidas que a Organização Mundial de Saúde recomenda: dificultar o acesso à publicidade, designadamente para os jovens", assinala ainda. Rui Tato Marinho entende mesmo que, associado a fenómenos desportivos, esta publicidade "coloca em risco a saúde de muitos dos nossos jovens".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de