Detetado o primeiro caso de monkeypox nos Açores

A informação foi confirmada pela Autoridade Regional de Saúde.

Um turista nacional de 42 anos foi confirmado como o primeiro caso positivo de infeção pelo vírus Monkeypox nos Açores, divulgou este sábado a Autoridade Regional de Saúde.

Em comunicado, a Autoridade Regional de Saúde refere que "o caso foi detetado no concelho de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, tendo a delegação de saúde local, de imediato, tomado todos os procedimentos indicados neste âmbito".

O homem afirmou ter mantido "contactos em Ponta Delgada, com familiares e com o companheiro, residente em São Miguel (testado nas últimas horas, com resultado negativo)", tendo em ambos os casos a delegação de saúde de Ponta Delgada "determinado isolamento domiciliário e distanciamento físico com outras pessoas, até à resolução de todas as lesões".

"O homem que testou positivo foi notificado do resultado na noite de sexta-feira, mas informou ter já viajado, também sexta-feira, de Ponta Delgada para o Porto, de onde em breve pensa regressar a Paris, cidade onde reside oficialmente e trabalha", refere a Autoridade Regional de Saúde, acrescentando que o homem estava em São Miguel desde 26 de julho.

A Autoridade Regional de Saúde notificou as autoridades nacionais sobre o caso, para que estas o possam seguir no norte do país.

O número de casos confirmados em Portugal de infeção pelo vírus Monkeypox subiu para 710, dos quais 77 identificados na última semana, informou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Todas as regiões de Portugal continental e a Região Autónoma da Madeira reportaram casos de infeção humana por vírus Monkeypox, dos quais 509 (82,5%) na região de saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

Segundo a DGS, do universo de casos reportados no Sistema de Vigilância Epidemiológica a maior parte pertence ao grupo etário entre os 30 e 39 anos e são do sexo masculino, havendo agora quatro casos do sexo feminino, mais dois do que há uma semana.

A presença do vírus Monkeypox em Portugal foi detetada pela primeira vez há três meses, em 03 de maio, recorda a DGS no relatório semanal com dados recolhidos até 03 de agosto.

Portugal continuava em 02 de agosto, de acordo com os dados da OMS, no grupo dos 10 países mais afetados a nível global: Estados Unidos da América (5.175), Espanha (4.298), Alemanha (2.677), Reino Unido (2.546), França (1.955), Brasil (1.369), Países Baixos (879), Canadá (803), Portugal (633) e Itália (479).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de