Espanha passou a exigir aos portugueses certificado de vacinação ou teste à Covid

Quem reside junto à fronteira pode continuar a entrar em Espanha sem restrições, mas para as populações portuguesas vizinhas dos concelhos raianos passa a haver condicionalismos já a partir desta segunda-feira.

Todas as pessoas com mais de seis anos que residam em concelhos num raio superior aos 30 quilómetros da fronteira incorrem numa multa até três mil euros se entrarem em Espanha, por via terrestre, sem se fazerem acompanhar do certificado de vacinação contra a Covid-19 ou de recuperação da doença, segundo o despacho publicado no Boletim Oficial do Estado espanhol.

Caso os cidadãos portugueses não disponham de nenhum dos dois documentos, as autoridades vão exigir o teste de diagnóstico negativo realizado nas 48 horas anteriores à chegada ao território espanhol, à semelhança do que é exigido aos passageiros que cheguem por via aérea e marítima.

O controlo das fronteiras entre os dois países tinha terminado a 1 de maio, mas a decisão do Governo espanhol foi tomada no sábado, tendo em linha de conta o aumento dos casos de Covid-19 em Portugal, que passou a ser considerado de risco.

Segundo avança o Boletim Oficial do Estado espanhol, poderão continuar a entrar em Espanha os camionistas e outros profissionais de transportes públicos, desde que estejam no exercício da sua atividade, bem como os trabalhadores transfronteiriços.

As autoridades espanholas garantem que nos próximos dias terão controlos móveis perto da fronteira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de