Governo não vai renovar contrato público-privado do Hospital de Loures

Há duas possibilidades para o futuro: ou haverá o lançamento de um novo concurso para uma nova parceria público-privada ou o hospital voltará à gestão pública.

O Ministério da Saúde tinha até este sábado para emitir uma decisão sobre a gestão clínica da PPP do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures.

Este é o quarto hospital que vê assim cessado o contrato, que terminará daqui a dois anos, a 18 de janeiro de 2022. Anteriormente também o Hospital de Cascais, o de Braga e o de Vila Franca de Xira tinham visto o compromisso finalizado, e agora é o grupo Luz Saúde que recebe esta decisão.

A Administração Regional da Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, numa nota enviada às redações, esclarece que as próximas etapas serão avaliadas. Há duas possibilidades para o futuro: ou haverá o lançamento de um novo concurso para uma nova parceria público-privada ou o hospital voltará à gestão pública.

Questionado pela TSF, o Ministério da Saúde remete para a ARS de Lisboa e Vale do Tejo os esclarecimentos já dados. O grupo Luz Saúde rejeitou comentar este anúncio.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de