IPOR e Universidade do Porto reforçam cooperação na investigação e ensino do português

Entre os pontos principais do memorando, constam-se a "realização de cursos de formação complementar e de atualização de professores" e o "acesso facilitado a bibliotecas e centros de documentação tutelados pelas partes".

O Instituto Português do Oriente (IPOR) anunciou esta segunda-feira a assinatura de um memorando de entendimento com o Centro de Linguística da Universidade do Porto, "tendo em conta o aumento da procura que se tem verificado na região Ásia-Oceania".

Entre os pontos principais do memorando, constam-se a "realização de cursos de formação complementar e de atualização de professores", o "desenvolvimento de projetos de investigação científica conjuntos", a "produção de materiais didáticos", o "acolhimento de formandos em regimes de estágio para desenvolvimento científico ou pedagógico" e ainda o "acesso facilitado a bibliotecas e centros de documentação tutelados pelas partes".

O memorando de entendimento agora assinado, frisou o IPOR em comunicado, insere-se "numa linha de trabalho colaborativo (...) que já integra também colaboração com prestigiadas instituições do ensino superior de Macau".

Desta forma, com o memorando assinado com o Centro de Linguística da Universidade do Porto, a instituição sediada em Macau e que tem como vocação prioritária promover o ensino da língua portuguesa, "pretende reforçar a qualidade da sua oferta".

Fundado em 1989 pela Fundação Oriente e pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, o IPOR exerce a sua atividade, além de Macau, em países como o Vietname, Tailândia e Austrália, e mais recentemente em Pequim (China), estando para breve a criação de um centro de línguas na cidade chinesa de Chengdu, somando-se ainda outra aposta num outro projeto de formação complementar em Nova Deli (Índia).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de