Ljubomir Stanisic foi observado no hospital, mas já regressou ao protesto junto ao Parlamento

Assistência médica foi chamada ao local porque o chef estava "fragilizado". Todos os manifestantes foram observados pelo INEM, confirmou a TSF.

O chef de cozinha e empresário da restauração Ljubomir Stanisic já saiu do hospital e regressou para junto dos manifestantes que estão em greve de fome junto à Assembleia da República, revelou José Gouveia, um dos dirigentes do movimento "A Pão e Água", à TSF.

Ljubomir Stanisic foi, ao início da noite desta quarta-feira, transportado para o hospital, quando se cumpre o sexto dia de greve de fome em frente à Assembleia da República por parte de empresários da restauração.

Os manifestantes no local decidiram chamar o INEM ao sentirem que o chef estava fragilizado. "Ele foi para o hospital, não sabemos se está hospitalizado", apontava José Gouveia ao início da noite. "Estávamos a sentir que o Ljubomir estava muito fragilizado e já não estava a responder em condições", notou.

"Os níveis de glicemia estavam muito baixos." Os de José Gouveia, revela, estavam nos 20, "um nível de ante coma".

Os manifestantes vão agora "tentar descansar" e, perante o risco de entrarem em hipoglicemia, vão ficar acompanhados. No local já estiveram "três equipas do INEM".

José Gouveia explica que nas últimas horas os membros do protesto "têm estado sentados" e, com uma alimentação à base de "água e chá", os níveis de açúcar "caíram em flecha".

O representante do movimento lamenta o que diz ser um "braço de ferro" travado com o Governo e sublinha que o ministro da Economia, Siza Vieira, "disse que não se encontrava que não fosse de uma associação ou confederação". José Gouveia, que é também presidente da Associação Nacional de Discotecas, acusa o governante de estar a fazer "uma birra que não faz sentido".

Ljubomir Stanisic e vários outros empresários da restauração e de bares e discotecas estão em protesto junto à Assembleia da República com o objetivo de serem recebidos pelo Governo para exporem as dificuldades que o setor atravessa.

Notícia atualizada às 00h07

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de