Maria Inácia Rezola é a nova comissária das comemorações do 25 de Abril

A investigadora substitui Pedro Adão e Silva, que assumiu a pasta do Ministério da Cultura no novo Governo.

Maria Inácia Rezola é a nova comissária executiva das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, confirmou à TSF fonte do ministério da Cultura.

A investigadora do Instituto de História Contemporânea da Nova e professora da Escola Superior de Comunicação Social substitui Pedro Adão e Silva, que assumiu o cargo de ministro da Cultura no novo Governo.

"Foi uma enorme honra ser convidada para participar neste projeto", afirma a investigadora em declarações à TSF, revelando que já tinha sido convidada para integrar a comissão, mas que não tinha podido aceitar por motivos pessoais.

"Tenho ao longo do último ano acompanhado o trabalho do professor Pedro Adão e Silva (...) pelo que não me poderia sentir mais honrada e mais contente pelo convite que me foi dirigido."

Na opinião de Maria Inácia Rezola, é fundamental manter viva a chama do 25 de Abril nas escolas, cujo trabalho elogia. "Todos os professores de História têm feito um trabalho magnífico neste domínio por todo o país."

A decisão foi aprovada esta manhã em Conselho de Ministros, que decretou também que as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril passam a estar sob tutela do ministério da Cultura.

As comemorações oficiais dos 50 anos 25 de Abril, que se assinalam em 2024, começam no dia 23 de março, véspera do dia em que Portugal terá vivido mais tempo -- 17500 dias (48 anos) -- em democracia do que em ditadura.

Maria Inácia Rezola é professora Adjunta na Escola Superior de Comunicação Social, do Instituto Politécnico de Lisboa, onde coordena a secção de Ciências Humanas e a comissão editorial da revista Comunicação Pública. Integra, ainda, o Conselho Científico do Doutoramento em Ciências da Comunicação.

É licenciada, mestre e doutorada em História, na especialidade de História Institucional e Política Contemporânea, pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa, com uma tese intitulada "Os Militares na Revolução de Abril. O Conselho da Revolução e a Transição para a Democracia em Portugal" (2004).

Maria Inácia Rezola é também autora de vários livros, como "Melo Antunes, uma biografia política", "25 de Abril - Mitos de uma Revolução", "Os Militares na Revolução de Abril. O Conselho da Revolução e a Transição para a Democracia em Portugal (1974-1976)", "António de Spínola" e "O Sindicalismo Católico no Estado Novo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de