Portugal já recebeu mais de 1.500 pedidos de asilo de refugiados este ano

O número de refugiados em Portugal está a aumentar e os pedidos mais recentes são do grupo de jovens marroquinos, com idades entre os 16 e os 26 anos, que apareceu esta quarta-feira na praia de Monte Gordo.

Portugal recebeu este ano mais 400 refugiados do que no ano passado. Os números foram avançados à TSF pela presidente do Conselho Português para os refugiados. Um aumento que que Mónica Farinha considera significativo

Só em 2019 já foram feitos mais de 1.500 pedidos de refugiados. Os últimos são dos oito jovens marroquinos que foram encontrados, esta quarta-feira, na praia de Monte Gordo. O grupo requereu o estatuto de proteção internacional e Mónica Farinha explicou à TSF que o procedimento que se segue é semelhante a outros casos de refugiados que chegaram a Portugal.

"Deverá ser determinado através de um processo de asilo se o grupo tem ou não necessidade de proteção internacional", revelou.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) informou que o grupo é composto por jovens com idades entre os 16 e 26 anos. A prioridade para os menores é colocá-los o quanto antes na escola, segundo explicou a presidente, acrescentando que "terão aulas de português tal como os adultos. A primeira fase de integração implica a aprendizagem da língua".

Esta quarta-feira, o SEF anunciou que Portugal vai acolher o grupo de jovens marroquinos que desembarcou numa praia do Algarve, ao abrigo do quadro de proteção internacional aplicado em outros casos de estrangeiros resgatados no Mediterrâneo.

De acordo com o organismo, de nacionalidade marroquina, os jovens pernoitaram em Vila Real de Santo António e serão ainda esta quinta-feira transferidos para Lisboa, para o Centro Português para o Refugiado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de