Ferido grave na Guarda. Registadas mais de mil ocorrências devido a ventos fortes e chuva

Trabalhador municipal na Guarda ficou gravemente ferido. Está previsto um agravamento das condições nos distritos de Viana do Castelo, Porto e Braga.

Já são mais de mil as ocorrências relacionadas com chuva que obrigaram à chamada dos bombeiros, esta terça-feira em Portugal, e há registo de um ferido grave na Guarda, vítima de aluimento de terras.

Em declarações à TSF, o comandante Rodrigo Bertelo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, deu conta de que desde as 00h00 de segunda-feira e até às 19h00 desta terça-feira, embora sem ocorrências significativas, registaram-se "cerca de 1038 ocorrências relacionadas com quedas de árvores, movimentos de massa, inundações e quedas de estruturas".

Os distritos de Coimbra, Leiria e Castelo Branco são os que mais sofreram com as inundações até ao momento, mas Portugal Continental "tem sido afetado de um modo geral". A ANEPC alerta também para um "agravamento das condições meteorológicas nos distritos de Viana do Castelo, Porto e Braga".

No distrito da Guarda foi registada um aluimento de terras provocou "um ferido grave, que é um trabalhador do município".

Mais cedo, por volta das 14h00 desta terça-feira, a ANEPC já tinha registo de mais de 300 ocorrências em "Faro, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Portalegre e Beja", em especial "pequenas inundações urbanas, algumas quedas de estruturas e árvores, e limpezas de via". No fundo, realçava o mesmo comandante, "nada de muito preocupante e de fácil resolução".

Contas feitas, eram "82 quedas de árvores, 385 inundações, 30 quedas de estruturas e 140 limpezas de via" em Portugal Continental.

A ANEPC alertou no domingo para o risco de cheias e inundações na Grande Lisboa e Setúbal, assim como no Algarve, face às previsões de chuva forte e persistente a partir de segunda-feira.

"Poderão ocorrer cheias e inundações nas áreas urbanas, com destaque para a Área Metropolitana de Lisboa e para a cidade de Setúbal", afirmava a ANEPC.

De acordo com uma informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os primeiros dias da semana serão de precipitação, por vezes forte, sobretudo no litoral centro e sul, estendendo-se para a totalidade do território.

Notícia atualizada às 19h24

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de