Surto de gripe A ultrapassa os 60 casos em Leiria. Autoridades de Saúde investigam

Foram observados, até ao momento, nas urgências do Centro Hospitalar de Leiria mais de 230 jovens com os referidos sintomas, dos quais 63 foram diagnosticados com gripe A e 15 com Covid-19, informam as autoridades de saúde.

A Saúde Pública de Leiria e a Administração Regional de Saúde do Centro informaram esta sexta-feira que está em curso a investigação epidemiológica a um surto de gripe A que já atingiu mais de 60 jovens.

Numa nota de imprensa, a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) informa ainda que, na sequência da elevada afluência de jovens com idades entre os 14 e os 24 anos ao Centro Hospitalar de Leiria (CHL), com sintomas moderados de febre, tosse e dores musculares, a Unidade de Saúde Pública (USP) do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral e o Departamento de Saúde Pública da ARSC avançaram com uma investigação epidemiológica.

Foram observados, até ao momento, nas urgências do CHL mais de 230 jovens com os referidos sintomas, dos quais 63 foram diagnosticados com gripe A e 15 com Covid-19, informam as autoridades de saúde.

"Estes resultados apontam para a existência de um surto de infeções virais, maioritariamente de gripe A", salienta o comunicado.

A ARSC acrescentou que os sintomas não têm sinais de gravidade. A "maioria" dos jovens já teve alta, "tendo alguns deles já retomado a atividade escolar".

"Os sinais e sintomas apresentados, os resultados das análises efetuados no hospital e os resultados preliminares da investigação ambiental da responsabilidade da USP são concordantes e afastam o diagnóstico de infeção por legionela.

Para além da investigação ambiental, a USP contactou os jovens e as famílias para aconselhamento e vigilância.

Simultaneamente foi promovido o contacto com os clínicos, "de modo a clarificar e atualizar a situação epidémica para uma intervenção mais adequada".

A ARSC aconselha que, perante a gripe, "devem observar-se as já conhecidas recomendações de prevenção de doenças transmissíveis, particularmente o uso de máscara quando indicado e as medidas de higienização".

A USP mantém-se atenta à situação em articulação com o CHL, lê-se ainda no comunicado.

Após várias informações veiculadas nas redes sociais sobre um possível surto de legionela em adolescentes e jovens adultos que participaram numa festa num estabelecimento de diversão noturna, mais de 200 jovens deslocaram-se ao hospital, na quinta-feira, com sintomas de febre, tosse e dores musculares, adiantou hoje uma nota do CHL.

"Até ao momento, foram observados 130 jovens na Urgência Pediátrica, com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos, com sintomas de febre, tosse e dores musculares", acrescentou o hospital.

Dadas as suspeitas iniciais, foram despistados eventuais surtos de legionela.

Recorreram também ao Serviço de Urgência Geral mais de 100 jovens adultos, com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos, "com sintomas de febre, tosse, dores musculares e sintomas respiratórios, sem sinais de gravidade".

"Foi diagnosticada gripe, que apresenta uma elevada taxa de transmissibilidade e os utentes já tiveram alta", referiu ainda o comunicado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de