Sindicato dos Enfermeiros critica ministra e elogia secretário de Estado da Saúde

O presidente do sindicato reivindica a realização de mais testes de diagnóstico e a garantia de reservas de equipamentos de proteção individual para os próximos dois anos.

O Sindicato dos Enfermeiros (SE) critica a ministra da Saúde e afirma que é graças ao secretário de Estado António Sales que os enfermeiros estão, neste momento, a trabalhar com mais equipamentos de segurança e a fazer mais testes de diagnóstico à Covid-19.

"Há um secretário de Estado, António Sales, que está mais ou menos sensibilizado para essas coisas. Não é o caso da ministra nem do que anda à volta, mas este secretário de Estado está a olhar um pouco para estas coisas e está a fazer alguma justiça aos enfermeiros", adianta o presidente do Sindicato dos Enfermeiros, José Azevedo, à TSF.

Num comunicado divulgado esta manhã, o Sindicato dos Enfermeiros afirma que Portugal tem a segunda taxa mais elevada de profissionais de saúde infetados (acima dos 11%).

José Azevedo, do Sindicato dos Enfermeiros, reivindica a realização de mais testes de diagnóstico e a garantia de reservas de equipamentos de proteção individual para os próximos dois anos: "Queremos exatamente que não andem a comprar coisas a empresas que não existem, mas que nos comprem materiais desses, seguros, para que os enfermeiros possam trabalhar com o mínimo de segurança. Queremos também mais testes, como é óbvio."

O sindicalista admite que, neste momento, graças ao trabalho de António Sales, os enfermeiros já não são tão discriminados, mas conta que nem sempre foi assim: "Quando isto começou a ser mais complicado, se houvesse um médico e um enfermeiro para fazerem os testes porque estiveram em contacto com o mesmo doente, acontece que era feito ao médico e não ao enfermeiro."

Por isso, sustenta, na Saúde não devem existir "filhos e enteados".

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de