"Venham ao local." Associação denuncia que nada foi feito para evitar fogos na Serra da Estrela

Mais de mil hectares já arderam no Parque Natural da Serra da Estrela. Associação Amigos da Serra da Estrela lamenta os erros do passado e convida responsáveis políticos a visitarem o território.

Com mil hectares do Parque Natural da Serra da Estrela ardidos, a Associação Amigos da Serra da Estrela afirma que nada foi feito na última década para que estes incêndios fossem evitados no local. Isto deve-se ao facto de a zona não ter sido renaturalizada com floresta primitiva, tendo sido introduzida vegetação que não resiste ao fogo.

"O parque natural, com todas as áreas naturais, tem seres vivos e vegetação que é inflamável. Agora, se tiver um tipo de vegetação diferente daquela que tem e tiver ainda mais quantidade dessa vegetação resiliente ao fogo e mais consentânea com aquilo que era a floresta primitiva que estava aqui, mais protegido está o parque. Não é isto que tem acontecido", acusa José Maria Saraiva, presidente da associação, em declarações à TSF.

O líder da Associação Amigos da Serra da Estrela complementa que "grandes áreas do parque têm estado vulneráveis às dinâmicas económicas do ser humano, pouco preocupadas com a conservação".

Nesse sentido, José Maria Saraiva deixa um convite às autoridades: "Nós pedimos a todos os responsáveis da Proteção Civil e dos bombeiros que, logo que alivie a pressão dos fogos no país, venham ao local que nós temos todo o gosto em poder acompanhar e poder transmitir o que vimos e pensamos."

O presidente da associação garante que as preocupações não são de agora. "Conhecemos muito bem o terreno e penso que eles não o conhecerão tão bem. Se calhar, deveriam, para futuras situações como aquela que estamos a viver", conclui.

O incêndio está ativo no Parque Natural da Serra da Estrela desde a madrugada de sábado e, até agora, os bombeiros ainda não conseguiram conter a progressão das chamas, que se aproximaram esta terça-feira da aldeia de Verdelhos, concelho da Covilhã.

Dezenas de aeronaves da Proteção Civil têm sido uma ajuda importante para os operacionais no terreno por causa dos difíceis acessos da serra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de