campanha

Deitaria cotonetes para o mar? Se não forem para o lixo é como se o fizesse

Todos os anos até 12 milhões de toneladas de plástico acabam no oceano.

Se tem por hábito deitar cotonetes para a sanita, beatas para o chão ou embalagens para o areal da praia, saiba que, mais cedo ou mais tarde, todo esse lixo vai acabar no mar.

PUB

Este é o alerta reiterado pela Fundação Oceano Azul e o Oceanário de Lisboa, que pelo segundo ano lançam a campanha "O que não acaba no lixo acaba no mar".

"Vemos pessoas atirar beatas pela janela do carro e se calhar nem sequer lhes passa pela cabeça que estas vão parar ao oceano", lamenta.

Se a consciência é o primeiro passo para encarar o problema, reciclar e evitar o uso de produtos descartáveis é essencial para o combater.

Entre oito a 12 milhões de toneladas de plástico chegam ao oceano anualmente, o equivalente a despejar um camião de plástico a cada minuto.

Os efeitos são desastrosos para a biodiversidade e ecossistemas marinhos, com um milhão de aves marinhas e 100 mil mamíferos marinhos a morrer, todos os anos, devido à poluição por plástico, segundo dados da Unesco.

No ano passado esta fotografia de um cavalo-marinho, captada por Justin Hofman, foi finalista do concurso Wildlife Photographer of the Year.

  COMENTÁRIOS