Há 130 espécies de animais na Tapada da Ajuda

Diogo Oliveira, biólogo e fotógrafo da vida animal, esteve na Manhã TSF para falar sobre as espécies de animais que identificou na Tapada da Ajuda em Lisboa.

Quando começou por fazer o levantamento das espécies existentes na Tapada da Ajuda, em Lisboa, Diogo Oliveira ficou "realmente surpreendido". É que o biólogo julgava "que fossem muito menos". Na realidade, são cerca de 130 espécies diferentes de animais.

"O Guia da Fauna da Tapada da Ajuda" é lançado esta quarta-feira, no Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa, pelas mãos e pela câmara de Diogo Oliveira, que além de biólogo, é fotógrafo.

De todas as espécies que podemos encontrar na tapada, Diogo afirma que "a cereja no topo do bolo é mesmo encontrar um esquilo". O biólogo relata a história, dos tempos em que era aluno no ISA, quando um esquilo chegou a parar uma aula.

"Tivemos um caso de um esquilo que tentou atravessar o fio do telefone e, que com grande pena nossa, não estava a conseguir. E nos também não nos conseguíamos concentrar durante a aula por mais de 10 minutos", contou divertido.

Apesar de esquivos, Diogo Oliveira conta que há forma de conseguir observar os esquilos na natureza.

"Normalmente o que o esquilo faz é começar a trepar, esconder-se do outro lado da árvore, e se nós formos com calma, ele rapidamente retoma a sua vida normal e continua à procura de alimento", explicou.

Diogo alerta ainda para o desconhecimento dos lisboetas sobre "as maravilhas" da Tapada da Ajuda - 100 hectares de natureza em plena cidade de Lisboa.

"A tapada já foi mais conhecida - nos 40, 50 e 60 - e agora tem-se perdido esse conhecimento", disse. "A população de Lisboa devia voltar a frequentar a tapada, porque é um espaço verde ímpar na cidade e que é amplamente desaproveitado pela população", concluiu.

Continuar a ler

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de