Chang'e-4

Chineses mostram vídeo de aterragem na lua e prometem nova missão ainda este ano

A China tem em curso duas missões nos dois hemisférios lunares. Uma nova sonda parte para a lua ainda este ano.

Depois do sucesso da sonda a Chang'e-4, que no início do mês chegou ao lado oculto da lua , a China vai antecipar a sua nova missão ao satélite natural da Terra.

PUB

Uma nova sonda, a sonda Chang'e 5, vai ser enviada ainda este ano para a lua (para o lado visível) com objetivo final de regressar com amostras de matéria recolhidas no local.

A nova missão estava prevista para 2020 mas esta segunda-feira Wu Yanhua, responsável pela administração espacial do país, disse que será executada em 2019, no final do ano. Será a primeira missão deste género desde 1976.

A China revelou este sábado o vídeo da aterragem no hemisfério lunar que não pode ser visto da Terra:

Com estas missões a China quer abrir caminho à construção na superfície da lua e a longo prazo espera estabelecer uma estação espacial com presença permanente de tripulantes.

Em breve vai ser testada a potencialidade do solo lunar como material de construção e o uso de tecnologias como a impressão 3D in loco.

"China, Estados Unidos, Rússia e as nações europeias, entre outras, todos estão a explorar se devem ou não construir uma base ou estação de investigação na lua", disse Wu Yanhua.

  COMENTÁRIOS