ASAE vai poder investigar quem financiou a greve dos enfermeiros

A Comissão Nacional de Proteção de Dados não tem objeções a que sejam disponibilizados à ASAE os dados de quem financiou a campanha que suporta a greve dos enfermeiros. A plataforma PPL tinha recorrido a esta entidade, depois de lhe ter sido pedido que entregasse os nome e os montantes dos donativos.

Segundo uma nota publicada no 'site' da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPS), foi dito à plataforma PPL, que gere o fundo, que "nada obsta" à disponibilização à ASAE da informação pedida para averiguar a origem dos fundos recolhidos.

A Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) pretende investigar a origem dos fundos recolhidos pelos enfermeiros através de uma plataforma de financiamento colaborativo, 'crowdfunding', para as greves em blocos operatórios.

Através desta recolha de fundos, os enfermeiros conseguiram angariar mais de 720 mil euros para financiar os profissionais em greve.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de