Inverno pode provocar calamidade no Pinhal de Leiria

A comissão popular "O Pinhal É Nosso" enviou uma carta ao ministro da Agricultura em que exige medidas imediatas e acusa as entidades oficiais de nada fazerem durante estes últimos dois meses.

IUm movimento de cidadãos criado para defender o Pinhal de Leiria diz que as chuvas de inverno podem provocar uma calamidade na mata nacional e no concelho da Marinha Grande, com a contaminação dos solos e dos recursos hídricos pelas cinzas do incêndio de 15 de outubro.

A comissão popular "O Pinhal É Nosso" escreveu ao ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, a exigir uma intervenção de emergência.

Ricardo Vicente, porta-voz da comissão, garante que as ações no terreno já deviam ter começado e avisa que a fatura a pagar pela população é muito alta, se nada for feito.

O movimento de cidadãos "O Pinhal É Nosso" enviou ao ministro um documento técnico com propostas de reconstrução da floresta e disponibilizou 150 voluntários para apoiarem ações no terreno.

O incêndio de 15 de outubro consumiu mais de nove mil hectares do Pinhal de Leiria, o equivalente a 85% desta mata nacional com mais de 700 anos de história.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de