Tubo de Ensaio

"Se Neto de Moura não se sentisse ofendido eu não estava a fazer bem o meu trabalho"

Bruno Nogueira e João Quadros respondem à ameaça do juiz Neto de Moura, na rubrica de humor da TSF "Tubo de Ensaio".

O humorista Bruno Nogueira é uma das 20 pessoas que o juiz Neto de Moura pretende processar por se sentir "enxovalhado" pelas recentes críticas que vários deputados, humoristas, jornalistas e comentadores teceram à decisão do magistrado de tirar a pulseira eletrónica a um homem que rebentou um tímpano à mulher ao soco.

PUB

Na rubrica de humor da TSF "Tubo de Ensaio", Bruno Nogueira e João Quadros respondem à ameaça de Neto de Moura, dizendo que "amor com amor se paga" e que "se o senhor não se sentisse ofendido" o seu trabalho não estaria a ser bem feito.

"Se o senhor não se sentisse ofendido provavelmente eu não estava a fazer bem o meu trabalho. Eu também me sinto ofendido com o que o senhor escreve nos seus acórdãos. E, já agora, deixe-me fazer como o senhor e recorrer aos mais antigos que dizem: amor com amor se paga."

Bruno Nogueira respondeu ainda ao presidente da Associação sindical de juízes, Manuel Ramos Soares, que se manifestou recentemente em defesa de Neto de Moura.

"Manuel Soares, presidente da direção da associação sindical dos juízes portugueses, já se manifestou e nota-se que, de facto, tem o dom da palavra, porque disse e cito: "um juiz também tem direitos, não é apenas um saco de pancada." Pois não, não é. Já uma mulher...aguente-se", ironizou.

O humorista sublinhou ainda que caso vá a tribunal espera que seja "perante um juiz que honre a sua profissão" e não perante alguém como Neto de Moura "que descobriu o fogo há 15 dias".

O humorista remata: "Posso garantir-lhe que não irei levar um pau com pregos para o agredir, mesmo sabendo que isso me poderia valer a absolvição."

OUÇA AQUI O "TUBO DE ENSAIO" DESTA SEGUNDA-FEIRA

  COMENTÁRIOS