Carlos Carreiras

Terrenos do Parque Natural de Sintra-Cascais vão começar a ser recuperados

Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, revela que processo já está em andamento e que terrenos vão ser recuperados.

Os terrenos do Parque Natural Sintra-Cascais que foram atingidos pelo incêndio do passado fim de semana vão começar a ser recuperados no próximo sábado. O anúncio foi feito ao início da tarde pelo presidente da Câmara de Cascais.

Carlos Carreiras refere que estão em causa "485 hectares em 3200 hectares do Parque Natural" e que as "ações do ponto de vista operacional de recuperação ambiental estão todas planeadas e previstas". As intervenções vão começar junto ao Centro de Interpretação Ambiental da Cresmina.

O autarca esclareceu ainda que as árvores queimadas vão ser cortadas, mas podem não ser retiradas. Por outro lado, os terrenos abandonados que se situam na área ardida podem ser tomados de forma administrativa.

"Por falta de vontade ou de desconhecimento do ponto de vista operacional, admitimos evoluir para a posse administrativa de terrenos. Também estamos a desenvolver alterações regulamentares em relação ao direito de preferência", frisou, admitindo que a câmara pode mesmo avançar com a expropriação de terrenos em casos concretos.

Na sequência do incêndio haverá ainda a proibição de construção naquela área durante 10 anos, o máximo de tempo previsto na lei.

Recorde-se que o incêndio deste fim de semana atingiu o Parque Natural Sintra-Cascais, sendo que o fogo já está controlado, apesar de os meios ainda se manterem no local.

  COMENTÁRIOS