Morreu o biólogo e professor Mário Ruivo

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros tinha 89 anos.

Morreu Mário Ruivo. O biólogo dedicou a vida à investigação e ao ensino e teve um papel muito importante na Expo 98, lançando o lema "Os Oceanos - Um Património para o Futuro".

A nota enviada à redação pela família evidencia "o homem que sempre lutou para colocar o mar na esfera pública", o papel de democrata e opositor do regime fascista.

O reitor da Universidade do Algarve, António Branco, recorda a vivacidade e inteligência de Mário Ruivo

00:0000:00

Mário Ruivo dedicou-se à investigação e ao ensino e à sensibilização dos executivos e da sociedade civil para uma governação responsável dos oceanos.

Desempenhou cargos dirigentes no sistema das Nações Unidas e na Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO.

Fernando Barriga, professor catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, que já foi diretor do Museu de História Natural, lamenta a perda de um amigo que é também uma perda para a Ciência

00:0000:00

Mário Ruivo foi condecorado por diversas vezes por Mário Soares e Jorge Sampaio e recebeu em dezembro passado o título de doutor honoris causa da Universidade do Algarve.

Formou-se em biologia pela Universidade de Lisboa, especializou-se em Oceanografia Biológica e Gestão dos Recursos Vivos Marinhos na Universidade de Paris -Sorbonne.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de