O verdadeiro Sri Lanka, um país que resistiu a um tsunami e a uma guerra civil

Depois de um tsunami que devastou o país e de uma guerra civil, o Sri Lanka tornou-se o cenário perfeito para o turismo. Este domingo de Páscoa, um atentado voltou a trazer a violência ao país.

O Sri Lanka foi, neste domingo de Páscoa, atingido por um trágico atentado terrorista, com várias explosões que mataram mais de 200 pessoas.

O país que foi um antigo território português, na altura Ceilão, tem uma população budista que ronda os 67%, conta com 15% de hindus, 11% de muçulmanos e 7% de cristãos. A maior cidade do país - Colombo - mantém o nome dado pelos portugueses em 1505.

O Sri Lanka, que sofreu com o tsunami de 2004 e que esteve em guerra civil até 2009, parecia ter ultrapassado os piores anos da sua História e era agora visto como um local perfeito para o turismo.

As paisagens verdes de perder de vistas, as praias dignas de postais, numa terra de chá e de especiarias muito próxima da Índia, são conhecidas como um cenário de sonho, bem como os festivais religiosos, uma das atrações que têm feito o país crescer em termos turísticos.

As cidades do Sri Lanka estão também repletas de História e o povo é conhecido por receber os turistas de braços abertos. Num dia triste, é preciso recordar o verdadeiro Sri Lanka.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de