Mistérios de uma caverna que criou o seu próprio ecossistema (em imagens)

A caverna Movile, na Roménia, está a 25 metros da superfície. Mas apesar da falta de luz e de oxigénio, criou um ecossistema de águas subterrâneas, que permitiu gerar insetos mutantes.

A caverna, que não tem uma entrada natural, foi descoberta durante um projeto de construção na região.

Uma equipa da Fundação Nacional de Ciências dos Estados Unidos, da Universidade de Cincinnati, identificou 47 tipos de animais invertebrados em Movile, como aranhas, sanguessugas e escorpiões, além de bactérias e fungos. Entre essas espécies, 30 são novas.

Uma das explicações para o desenvolvimento deste "mundo oculto", sem a matéria orgânica da superfície para alimentar os seus habitantes, é a presença de hidrogénio sulfuroso nas rochas. Esse composto químico será o alimento para os bancos de bactérias que existem na caverna, um elemento básico na cadeia alimentar.

Por outro lado, a água que se infiltra na caverna Movile é muito mais morna do que se esperava, facilitando a vida de diversas espécies.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de