Biden elogia "coragem imensa" dos norte-americanos face à Covid-19

Líder norte-americano destacou os que "cuidam, confortam, ensinam, protegem e servem o país em grandes ou pequenas maneiras".

O Presidente dos EUA, Joe Biden, elogiou hoje a "imensa coragem" dos norte-americanos frente à pandemia de Covid-19, no seu primeiro Natal na Casa Branca, e exortou a busca de luz e a unidade perante as adversidades.

"Este ano vimos a imensa coragem, força, resiliência e determinação de todos vós que cuidam, confortam, ensinam, protegem e servem o país em grandes ou pequenas maneiras", escreveu Biden numa mensagem também assinada pela sua mulher, Jill Biden, por ocasião do Natal.

"Demonstram, repetidamente, que as nossas diferenças são preciosas e as nossas semelhanças infinitas", acrescentou o democrata, que lidera um país profundamente dividido numa multiplicidade de assuntos.

"Oramos pela promessa do Evangelho, de encontrar a luz no escuro, que é talvez o esforço mais americano que existe", lê-se na mensagem de Joe Biden, um católico devoto.

Joe Biden e Jill Biden, acompanhados do seu novo companheiro de quatro patas, um filhote de pastor alemão com o nome marcial de Comandante, também participaram numa conversa virtual com militares.

"Como comandante supremo, gostaria de aproveitar esta ocasião para vos dizer obrigado, obrigado, obrigado. É uma pequena compensação pelo que perdem", ou seja, passar as férias em família, disse Joe Biden, perante os ecrãs que mostravam militares no Qatar e no Barhein, Roménia e no Colorado.

"Vocês são a coluna vertebral de aço desta nação", sublinhou o Presidente norte-americano, recordando que o seu filho Beau, que morreu em 2015, esteve no Iraque, enquanto Jill Biden falava do seu pai, que serviu na Marinha durante a Segunda Guerra Mundial.

O casal presidencial, perante uma América cansada da pandemia e frustrada com o aumento da inflação, deu destaque especial neste ano às tradições que marcam este período, seja perdoar um peru no Dia de Ação de Graças ou cobrir a Casa Branca com decorações.

Apesar disso, Joe Biden foi surpreendido na sexta-feira pelo clima político, particularmente amargo, nos Estados Unidos.

Numa conversa por telefone com uma família sobre o pai Natal, um interlocutor gritou "Vamos Brandon", uma frase de código popular entre os apoiantes do ex-Presidente Donald Trump para insultar Joe Biden, refere a AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de