Europa ultrapassa um milhão de mortos. OMS alerta para "fase crítica" da pandemia

Desde o início da pandemia morreram no continente europeu mais de um milhão de pessoas vítimas do coronavírus.

A Europa registou mais de um milhão de mortos devido à Covid-19 desde que o coroanvírus foi descoberto na China, em dezembro de 2019. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para o que diz ser uma "fase crítica" da pandemia, com um aumento do número de casos em todo o mundo há sete semanas consecutivas e do número de mortes há quatro semanas.

Segundo os últimos balanços oficiais, os 52 países e territórios da Europa totalizam pelo menos 1.000.531 mortos (entre 46,5 milhões de casos de contágio), mais do que a América Latina (832.755 mortos em 26,2 milhões de casos), Estados Unidos e Canadá (585.760 mortos em 32,3 milhões de casos), Ásia (285.824 de mortos em 19.656.223 casos), Oriente Médio (119.104 mortos em 7.011.552 de casos), África (115.779 mortos em 4.354.663 casos) e Oceânia (1.006 mortos em 40.348 casos).

O diretor-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus, e a líder técnica de resposta à Covid-19 da OMS, Maria Van Kerkhove, alertaram esta segunda-feira que "a trajetória da pandemia está a crescer exponencialmente".

Tudo depende "das decisões e ações dos governos e das pessoas, todos os dias", lembrou o diretor-geral da OMS, apelando a uma "vacinação equitativa" e continuação das medidas de contenção, como o distanciamento físico, o uso de máscaras, a testagem, os rastreios, o isolamento, a ventilação dos espaços e a higienização das mãos.

"A confusão, a complacência, a falta de coerência nas medidas de saúde pública e da sua aplicação" estão "a aumentar a transmissão" de infeções e a "ceifar vidas", lamenta.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de