Forças russas destroem aeródromo militar perto da fronteira com Polónia

De acordo com o presidente da câmara de Lutsk, Ihor Polishchuck, as instalações militares foram atingidas por quatro mísseis russos.

O exército russo destruiu o aeródromo militar ucraniano de Lutsk, perto da fronteira com a Polónia, depois de o atingir com quatro mísseis na sexta-feira, foi anunciado este sábado por um autarca local.

De acordo com o presidente da câmara de Lutsk, Ihor Polishchuck, citado pela agência noticiosa ucraniana Ukrinform, as instalações militares foram atingidas na sexta-feira por quatro mísseis russos, tendo sido este sábado confirmada a sua inoperatividade.

"É difícil dizer por que razão estes ataques aéreos foram realizados, já que o nosso aeródromo estava fora de serviço desde 24 de fevereiro, quando foi bombardeado pela primeira vez", afirmou o autarca.

"O aeródromo foi completamente destruído, assim como o seu armazenamento de combustível", disse, acrescentando que este novo ataque "foi apenas para aumentar o pânico e o medo entre a população".

O governante referiu também que os edifícios residenciais estão localizados a apenas algumas centenas de metros do aeródromo, tendo recomendado aos cidadãos para não abandonarem a zona, uma vez que "não há mais nada no aeródromo para que disparar".

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 549 mortos e mais de 950 feridos entre a população civil e provocou a fuga de 4,5 milhões de pessoas, entre as quais 2,5 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de