Lavrov acusa Ocidente de pensar em "guerra nuclear" e anuncia tarde de negociações

Chefe da diplomacia russa lembrou as declarações recentes dos seus homólogos de França e Reino Unido.

Sergei Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, acusou esta quinta-feira os políticos ocidentais de ponderar uma "guerra nuclear".

"Todo o mundo sabe que uma terceira Guerra Mundial só pode ser nuclear, mas gostaria de chamar a atenção para o facto de essa ideia de guerra nuclear estar na cabeça dos políticos ocidentais, não na cabeça dos russos", explicou Sergei Lavrov numa conferência de imprensa, exatamente uma semana depois do início da invasão da Ucrânia.

O chefe da diplomacia russa lembrou as declarações recentes dos seus homólogos de França e Reino Unido, Jean-Yves Le Drian e Elizabeth Truss, respetivamente, que mencionaram a dissuasão nuclear.

"Se alguns elaboraram um plano de guerra real contra nós, e penso que elaboraram, devem refletir bem. Não deixaremos que ninguém nos desestabilize.

O Presidente russo Vladimir Putin anunciou, no domingo, que colocou em alerta a força de dissuasão nuclear do exército russo. Uma decisão que chocou o mundo, com vários países ocidentais a criticarem uma nova escalada do conflito após a invasão da Ucrânia.

Além disso, Sergei Lavrov confirmou o encontro da Rússia com a Ucrânia para negociações ao início da tarde desta quinta-feira.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de