Máscaras, capacetes e violinos: Sexta-feira Santa na Notre Dame

Devido à pandemia de Covid-19, não haverá celebrações da Páscoa na Notre Dame nem em qualquer outra igreja de França.

Apesar das restrições associadas à pandemia de Covid-19, e apesar de a Notre Dame ainda estar a recuperar do incêndio que a consumiu há um ano, a arcebispo de Paris fez questão de assinalar a Sexta-feira Santa na catedral.

O mundo está "paralisado por uma pandemia que está a espalhar morte", mas "ainda há vida aqui", disse o arcebispo Michel Aupetit, citado pela AFP, durante a pequena cerimónia do dia que assinala a morte de Jesus Cristo para os católicos.

Sem fiéis a assistir, a missa contou com a presença de padres com capacetes brancos e máscaras, e de um grupo de músicos equipados com fatos de proteção, não devido ao novo coronavírus, mas por causa do chumbo tóxico do telhado, derretido devido ao fogo, e que ainda contamina o local. Tocaram sonatas de Bach.

O incêndio na Notre Dame começou no dia 15 de abril de 2019 e só foi declarado extinto no dia seguinte. A pandemia de Covid-19 obrigou a adiar as obras de recuperação da catedral, comprometendo os planos ambiciosos do governo francês de reabrir portas ao público em 2024.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de