Mortos por Covid-19 sepultados em vala comum em Nova Iorque

Cerca de 40 mortos foram sepultados ontem, numa vala comum em Hart Island, em Nova Iorque, Estados Unidos. Só o estado de Nova Iorque tem mais infetados do que qualquer outro país do mundo.

Nas imagens gravadas por um drone podemos ver vários trabalhadores, vestidos com fatos de proteção, que usam uma escada para descer para uma enorme vala. Com a ajuda de uma empilhadora, os caixões de madeira, sem adornos e de linhas simples, são colocados lado a lado.

O vídeo, que pode ser visto no site da BBC , explica nas legendas que as operações começaram esta semana. Ontem, cerca de 40 corpos foram sepultados nesta vala comum. Uma vala que é habitualmente usada para mortos sem familiares ou para famílias que não conseguem pagar as despesas do funeral.

A Hart island é usada há mais de 150 anos como cemitério público, mas agora será também usada para vítimas do novo coronavírus, mas apenas para casos em que não apareça ninguém da família no prazo de duas semanas após a morte.

Ainda esta semana, o mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, tinha admitido a necessidade de funerais temporários, enquanto a pandemia não passar.. O trabalho costuma ser feito por prisioneiros, mas o aumento do número de corpos obrigou a contratar empresas especializadas.

Noutros tempos, uma média de 25 pessoas por semana eram enterradas na ilha. Em tempos de pandemia, o número subiu para uma média de 25 pessoas por dia.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de