"O povo é representado por ele." A intimidade de Lula da Silva exposta em Cascais
Fotografia

"O povo é representado por ele." A intimidade de Lula da Silva exposta em Cascais

O fotógrafo de Lula da Silva, Ricardo Stuckert, conta à TSF como é acompanhar a vida do ex-Presidente Brasileiro há mais de 20 anos.

O Palácio Cidadela de Cascais, no distrito de Lisboa, vai receber uma exposição "O Poder na Intimidade" onde se revelam alguns momentos íntimos dos antigos presidentes Mário Soares (Portugal), Barack Obama, Ronald Reagan (Estados Unidos da América) e Lula da Silva (Brasil).

Os autores das fotografias são Alfredo Cunha, Pete de Souza e Ricardo Stuckert e mostram o poder da imagem em momentos de maior descontração das figuras políticas. O propósito da exposição é mostrar os antigos líderes políticos longe dos holofotes e nas rotinas comuns do dia.

Ricardo Stuckert acompanha Lula da Silva há mais de 20 anos e falou com a TSF sobre como é acompanhar e trabalhar com o ex-Presidente brasileiro. Escolhe a fotografia de uma criança a tocar em Lula para convidar os portugueses a ver a exposição.

"O povo passar a mão no rosto dele. Criar mais intimidade do que isso é impossível. Geralmente, quando os presidentes são eleitos, andam de carro blindado, deixam de ter acesso ao povo. Os assessores e a segurança não deixam o povo chegar perto do presidente. O ex-Presidente Lula nunca negou isso e nunca ficou longe do povo. O povo faz parte da família dele", diz o fotógrafo.

Stuckert explica que na fotografia "está uma criança passando a mão no rosto" de Lula da Silva, durante um evento público, e isso "mostra uma intimidade muito forte".

"O povo está sentado na cadeira de Presidente. O povo é representado por ele. Essa é a intimidade máxima que se pode ter", considera.

O fotógrafo lança a lealdade a Lula da Silva para mostrar o quão feliz ficaria se o político voltasse a ser eleito Presidente do Brasil: "Trabalho com o Presidente Lula há mais de 20 anos e quando ele saiu da Presidência da República continuei com ele como fotógrafo, divulgando o trabalho que vem fazendo no Brasil. E agora, caso ele venha a ser candidato, caso ele venha a ganhar a eleição - se deus quiser -, eu vou estar a registar com a certeza que estou do lado certo da história."

Ricardo Stuckert afirma que Lula da Silva é, agora, "um homem muito mais maduro" e "mais experiente". "Passou 580 dias numa prisão política. Passou por tudo isso e conseguiu reaver os seus direitos políticos. Pode ganhar, caso venha a ser candidato", confia.

Ricardo Stuckert apresenta uma fotografia que se tornou viral em agosto de 2021, onde Lula da Silva aparece de sunga e abraçado à namorada numa noite de lua cheia, para mostrar que o ex-Presidente está forte.

"A fotografia está incluída nisso, porque ele está com 75 anos, mas pode e tem condições de voltar a governar o país. (...) Esta foto do ex-Presidente Lula abraçado à sua futura esposa teve mais de 65 milhões, porque as pessoas estavam a ver um político, estavam a ver um homem de 75 anos, mas com uma vontade de 30 para governar o país", considera o fotógrafo.

Ricardo Stuckert explica como se processou essa imagem: "A lua é que nos induziu e nos guiou, porque era uma noite de lua cheia. A praia estava linda, a lua cheia maravilhosa. Fomos tirar uma foto da lua, só que nós fomos presenteados pela lua, pela forma física e pela vontade dele de querer governar este país de novo. Aí nós conseguimos unir numa fotografia a natureza, a família e a saúde e a certeza de que ele quer voltar a governar este país."

O fotógrafo de Lula explica que a imagem reúne "uma mensagem familiar, uma mensagem política, porque aqui os outros possíveis candidatos sempre disseram que eram fortes, que faziam isto e aquilo, e o Lula vai lá e mostra que está forte através de uma fotografia".

"Eu coloco toda a minha fotografia traduzida numa ideologia. Se eu trabalhasse no jornal Globo, como já trabalhei (trabalhei em vários órgãos de comunicação no Brasil), eu era funcionário e então eu fazia fotografia e cada um tem a sua linha editorial. Então eu trabalho com o presidente Lula há mais de 20 anos. Trabalhei nos dois governos com ele e eu acredito. Acreditei quando fui convidado e hoje depois de 20 anos mais maduro, estou a ver que tenho a chance de registar, seguramente, um dos períodos mais importantes da política brasileira."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de