Trump mantém fronteiras fechadas até situação melhorar na Europa

Donald Trump qualificou de "trágico" o impacto do surto do novo coronavírus na Europa, enumerando Itália, Espanha, França e Alemanha como exemplos.

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, disse segunda-feira que vai manter as fronteiras encerradas até que a situação da pandemia dA covid-19 na Europa melhore.

"Estamos a analisar [a anulação do veto que impede a entrada nos EUA de viajantes provenientes da Europa] e depende do tempo que demorar a Europa a curar-se. Itália está a começar a recuperar. Fico contente de ver isso com o meu amigo, o primeiro-ministro", sublinhou, referindo-se ao chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte.

Em conferência de imprensa, Donald Trump qualificou de "trágico" o impacto do surto do novo coronavírus na Europa, enumerando Itália, Espanha, França e Alemanha como exemplos.

"Em todos os países ali, é trágico, mas muito em breve veremos o que sucede na Europa e, com certeza, queremos fazê-lo [levantar o veto do encerramento de fronteiras] e eles também o querem muito", revelou.

O encerramento das fronteiras com a Europa por parte dos EUA teve início em 14 de março, por um período inicial de 30 dias que, entretanto, foi renovado, podendo prolongar-se enquanto o presidente norte-americano achar necessário.

Essa medida afeta apenas os cidadãos estrangeiros, uma vez que os norte-americanos e os residentes permanentes no país podem, em teoria, continuar a viajar, apesar do tráfego aéreo estar praticamente suspenso.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 209 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 818 mil doentes foram considerados curados.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de