Dizer auf wiedersehen à vida de solteiro num festival em Portugal

A música trouxe estes amigos (e um noivo) a Portugal. Uma despedida de solteiro no Super Bock Super Rock.

Lisboa, 17h00, 32 ºC. Tudo a postos para o terceiro e último de Super Bock Super Rock no Altice Arena. No palco exterior, António Miguel (projeto Metamito) é o primeiro a atuar, banda sonora de uma tarde descontraída no Parque das Nações, à falta de Meco.

O recinto começa lentamente a encher. Entra em cena um grupo de seis amigos que fez mais de dois mil quilómetros para aqui chegar. Vieram de Frankfurt, Alemanha, e nem sequer se importam de não estar no Meco: o importante é estarem juntos. Ou pelo menos... quase todos juntos. Jörn, o homem por quem todos fizeram esta viagem, parece ter-se perdido algures. Vai casar daqui a duas semanas e os dois padrinhos de casamento decidiram que Portugal seria o destino perfeito para a despedida de solteiro.

Todos estão na casa dos 20 e Jörn é o primeiro do grupo a casar, mas os amigos dizem que nada vai mudar com o fim da vida de solteiro. A única regra da viagem: vestirem sempre de igual. E além dos três dias festival já exploraram Lisboa, passearam de tuk tuk, e sobretudo beberam muita cerveja portuguesa, "bem melhor e mais barata do que a alemã", garantem à TSF. "A cerveja alemã não é tão boa como todos dizem."

Ainda não há planos para o último dia em Lisboa. Provavelmente será passado a dormir, depois do concerto mais aguardado: Woodkid , já depois da meia-noite. Até lá, esperam ouvir boa música, festejar as boas amizades e "talvez conhecer as futuras mulheres". Para o noivo Jörn só têm um desejo: que "seja feliz" nos 'anos de ouro' que estão para vir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de