Novos escalões do IRS deixam mais dinheiro na carteira. Veja as simulações

As alterações na tabela de IRS podem, no mínimo, levar a variações de mais 0,66% no rendimento líquido anual das famílias, revelam as simulações feitas pela consultora EY.

De acordo com as tabelas a que a TSF teve acesso disponibilizadas pela EY, um solteiro com 2 filhos e um vencimento bruto de 1000 euros por mês, se não for aumentado no próximo ano vai ter na carteira no final de 2023 mais 79,19 euros e no caso de ter um aumento de 5,1% a variação do rendimento líquido anual será de 564,71 euros.

Já para um solteiro, sem filhos e um vencimento bruto de 1000 euros por mês as variações são de 79,19 euros (sem aumentos) e de 564,71 (com aumento de 5,1%)

Para os escalões de rendimento mais altos, as simulações da EY mostram que um casal com tributação conjunta, sem filhos, e com cada um a ter um ordenado de 1300 euros; a variação do rendimento líquido anual não será inferior a 0,94%

Um outro caso, para famílias com vencimentos mais altos a variação chega aos 1,05%.

Um exemplo para casos de tributação conjunta com dois filhos e 2 mil euros de vencimento bruto para cada membro do casal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de