"Precisamos de mais meios." Fisco vai contratar e reforçar quadro de pessoal

Na Comissão Parlamentar de Finanças, António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, admite que a Autoridade Tributária tem "um nível de aposentações muito elevado" e que a "prioridade deve ser o recrutamento externo".

O Fisco vai fazer contratações para reforçar o quadro de pessoal. Na Comissão Parlamentar de Finanças, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, admitiu que a Autoridade Tributária tem falta de funcionários.

"Precisamos de mais meios, sim. Nós temos uma previsão de aposentações na Autoridade Tributária até ao final de 2022 de cerca de 1400 pessoas", afirmou.

António Mendonça Mendes avança que o fisco vai contratar trabalhadores, mas garante que a Autoridade Tributária não falhou responsabilidades, "quer naquilo que são processos com maior visibilidade pública, quer naquilo que é a sua atividade corrente".

"Perante uma situação em que temos uma idade média dos trabalhadores da Autoridade Tributária nos 56 anos, temos uma taxa envelhecimento muito elevada, temos um nível de aposentações muito elevado, uma vez que estabilizámos a revisão das carreiras especiais, temos agora que dar prioridade àquilo que é o recrutamento externo, que é absolutamente necessário e vital para o funcionamento da Autoridade Tributária", explicou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de