"A banca deve muito aos portugueses. Não pode querer ganhar dinheiro com a crise"

PSD diz que sem estado de emergência a situação em Portugal teria sido "um desastre" e deixa aviso à banca.

O presidente do PSD defendeu hoje que sem a aplicação do estado de emergência a evolução da covid-19 teria sido "um desastre" em Portugal, e deixou um aviso à banca que "não pode querer ganhar dinheiro com a crise".

"A banca deve muito, mesmo muito, a todos os portugueses e impõe-se agora que ajude quer as famílias quer as empresas. A banca não pode querer ganhar dinheiro com a crise", avisou, no debate parlamentar de renovação do estado de emergência, recebendo palmas da sua bancada.

Para o líder do PSD, a banca deve ter "lucro zero" nos exercícios de 2020 e 2021.

"Se a banca apresentar em 2020 e em 2021 lucros avultados, esses lucros avultados serão uma vergonha e uma ingratidão para com os portugueses", disse.

Quanto à crise sanitária, o líder do PSD defendeu que Portugal registou progressos desde que foi implementado o estado de emergência.

"Por isso, é indiscutível que temos de prolongar o estado de emergência e o PSD irá votar naturalmente favoravelmente", disse.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de