António Costa com novo recorde: 74% aprovam forma de governar

A resposta do Governo à crise da Covid-19 sai recompensada na sondagem TSF/JN: um salto de 14 pontos em relação a março. O Primeiro-Ministro recupera (ainda mais) terreno ao Presidente da República.

Numa avaliação entre o segundo e o terceiro período de estado de emergência, a taxa de aprovação face ao Governo de António Costa dispara. É uma subida de 60% para 74%, (14 pp), em relação ao mês passado. Apenas 19% desaprovam a forma de governar do executivo.

Quando se pede aos inquiridos para darem uma nota ao Governo, 48% consideram a atuação "positiva" (39% "positiva" e 9% "muito positiva"); 41% dão nota "razoável", 8% "negativa" e apenas 3% consideram "muito negativa" a ação governativa.

Esta avaliação, que atinge o ponto mais alto desde abril do ano passado, recolhe notas positivas junto de eleitores de todos os partidos, incluindo 30% junto do eleitorado social-democrata e 20% entre os centristas.

António Costa também volta a recuperar terreno, no campeonato da confiança, em relação a Marcelo Rebelo de Sousa. 45% têm "igual confiança" no Primeiro-Ministro e no Presidente, 38% confiam mais em Marcelo e 13% em Costa. Quando se compara estes dados com meses anteriores, existe uma tendência para uma descida do Presidente e uma subida para o Primeiro-Ministro.

Questionados sobre se o Presidente "devia ser mais exigente com o Governo", 54% respondem que "sim" (valor mais baixo desde abril do ano passado) e 41% consideram que "não".

Marcelo Rebelo de Sousa mantém-se com nota positiva para a grande maioria dos inquiridos (87%) o que representa uma subida de 2 pontos em relação a março. Apenas 13% dão nota negativa.

Junto dos eleitores do PS, o Presidente recolhe até nota mais positiva do que junto do PSD (95% no total do PS, contra 85% no PSD) e mesmo à esquerda supera os 80% de avaliações positivas.

A sondagem TSF/JN atribui também avaliação positiva ao desempenho da oposição que sobe (mais 14pp) face a março, registando valores acima de 70% junto dos eleitores do PS.

Ficha técnica
A sondagem foi realizada pela Pitagórica para a TSF e o JN, com o objetivo de avaliar a opinião dos Portugueses sobre temas relacionados com a avaliação dos protagonistas políticos. O trabalho de campo decorreu entre os dias 15 e 26 de abril, foram recolhidas 605 entrevistas telefónicas a que corresponde uma margem de erro máxima de +/- 4,07% para um nível de confiança de 95,5%.
A amostra foi recolhida de forma aleatória junto de eleitores portugueses recenseados e foi devidamente estratificada por género, idade e região. A taxa de resposta foi de 68,75% e a direção técnica do estudo é da responsabilidade de Rita Marques da Silva.
A ficha técnica completa, bem como todos os resultados, foram depositados junto da Entidade Reguladora para a Comunicação Social que os disponibilizará para consulta online.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de